descomplicados-logo-preto
O fantástico pôr do sol - Port Barton

Esta foi sem dúvida a ilha que mais nos surpreendeu pela positiva. A praia principal é basicamente um porto para os barcos que saem para os tours e para a pesca, para além disso tem várias placas com avisos de alforrecas e não aconselham a mergulhar. Enfim, não era a praia que procurávamos propriamente, mas sim algum descanso e sossego após termos saído de El Nido. Aquelas 3 ou 4 longas horas dentro de uma van partilhada é aquele trajecto que ninguém quer voltar a repetir, mas não havia outra opção, tirando o avião que era o mais rápido, mas que saía do nosso orçamento. Fomos de encontro ao que queríamos, uma cama confortável, um espaço aconchegante no exterior, que serviu para podermos colocarmos algumas tarefas em dia da nossa viagem e também os nossos projectos profissionais. Enquanto isso os nossos filhos brincavam na rua, descalços e em pleno contacto com a natureza com muitas crianças locais. Foi um autêntico sossego para nós e alegria para eles. 

Conteúdos do artigo

    Como chegar a Port Barton

    A ida para Port Barton pode ser feita desde El Nido, através de carrinha privada, partilhada ou autocarro público local, sendo que desde Puerto Princesa pode ser feito também da mesma forma. 

    Desde El Nido a viagem em carrinha partilhada com AC pode demorar entre 4 a 5 horas e custa 600 pesos pp (10€), será uma carrinha com cerca de 10 pessoas, tem vários horários durante o dia, faz uma ou duas paragens pelo caminho para irem à casa de banho ou para comer. Foi esta a opção que escolhemos, compramos também dois lugares para as crianças porque caso contrário teriam que ir ao nosso colo se a carrinha for cheia e normalmente vai cheia. Existe também a opção da carrinha privada que custa 7000 pesos (115€), será uma carrinha do mesmo género, apenas com a diferença que não é partilhada. O caminho em si não é propriamente mau, tem algumas curvas ao chegar a Port Barton, mas bastante tolerável. O autocarro local também é uma opção, não tem AC, mas caso queiram poupar algum dinheiro e custa 300 pesos pp (5€) e pode demorar 5 ou 6 horas, sai um às 9h e outro às 13h, mas confirmem sempre os horários porque podem mudar. Os bilhetes podem ser reservados online  (https://12go.asia/ptou diretamente com o hotel onde estiverem hospedados ou então no terminal de bus em El Nido.

    Carrinha partilhada com AC

    Desde Puerto Princesa a viagem em carrinha com AC partilhada pode demorar entre 3 a 4 horas e custa 500 pesos pp (6€), será uma carrinha com cerca de 10 pessoas, faz uma ou duas paragens pelo caminho para irem à casa de banho ou para comer. No nosso caso fomos de Puerto Princesa para El Nido diretos e só na volta é que paramos em Port Barton. Existe também a opção da carrinha privada que custa 5000 pesos (80€), será uma carrinha do mesmo género, apenas com a diferença que não é partilhada. O autocarro local também é uma opção, não tem AC, mas caso queiram poupar algum dinheiro e custa 400 pesos pp (6€) e pode demorar 4 ou 5 horas, sai um às 8:45h e outro às 14h30, mas confirmem sempre os horários porque podem mudar. O caminho em si é bastante parecido com o de El Nido, e faz-se bem, tem algumas curvas ao chegar a Port Barton, mas bastante tolerável. Os bilhetes podem ser reservados online  (https://12go.asia/ptou diretamente com o hotel onde estiverem hospedados ou então no terminal de bus em El Nido.

    Entrada para a praia - Port Barton

    O que visitar em Port Barton

    As praias mais bonitas para visitar em Port Barton são a White beach e Coconut beach. Ambas ficam a cerca de 45 min /1h de Mota da pequena vila e algumas partes do caminho são de terra batida e com alguns buracos, o que pode dificultar um pouco a chegada até lá, mas é possível.

    Se gostarem de aventura e de remar, podem explorar as ilhas mais próximas sozinhos, alugando um kayak na praia por 500 pesos (8.5€), para o dia inteiro e ir até essas praias. A travessia demora cerca de 45 min para cada lado.

    Desfrutar a praia principal e única na vila de Port Barton, que não tem as águas mais lindas, mas que é bastante tranquila e muito local. Apesar de ter avisos de Jelly Fish em toda a praia, há sempre quem se arrisque a dar um mergulho, tal como nós fizemos e sem problemas, mas convém ter algum cuidado.

    Podem fazer um tour de Island Hopping em Port Barton onde poderão visitar diversas ilhas, tais como a  Inaladelan Island (também conhecida por German Island), a Sandbank, a Star fish, a Maxima Island e a Exotic Island. Este tour custa 1500 pesos pp (25€), inclui almoço e dura quase o dia todo, sai de manhã e volta só mesmo ao final do dia. Nós não fizemos, mas de acordo com o que pesquisámos, se for para escolher apenas um na vossa viagem e se tiverem incluido El Nido na Rota, façam os de lá, pois são os melhores.

    Vão encontrar alguns bares de praia com Happy Hour, onde podem assistir a música ao vivo e apreciar o pôr do sol.

    Com mota, ou com motorista privado podem explorar uma cascata (Pamuayan Waterfalls), que fica a 15 minutos de Port Barton Town. Chegando ao local têm uma caminhada de mais 15 minutos até à cascata.

    Uma boa opção para explorar a ilha é alugar uma mota.  Mas se ficarem apenas 1 dia, e se tiverem alojados no centro, não vão precisar. Nós ficámos 6 dias porque adorámos o povo local, e nunca tivemos mota, fizemos sempre tudo a pé.

    Caminhos de terra - Port Barton

    Onde dormir em Port Barton

    Dormimos na Lunazul Guesthouse, que fica a 5 minutos a pé da estação do bus e apenas a 2 minutos a pé da praia. Tem um espaço muito bonito, bem decorado, servem refeições no local, incluíndo o pequeno almoço. Os quartos são bastante espaçosos e têm WC privado, custam cerca de 3600 pesos (60€), para um casal e têm pequeno almoço incluído. O WIFI funciona muito bem e tem um espaço exterior com ginásio e cinema ao ar livre.

    Se procurarem algo mais barato, mesmo em frente há um alojamento local que não está ainda oficialmente aberto, mas que tem uma senhora sempre na mercearia, que trata do aluguer dos quartos. Ficámos lá também durante 4 noites, por 1500pesos (25€). Os quartos têm WC privado, e há opção com ventoinha ou com ar condicionado. O único problema é que não tem WIFI, tal como muitos outros alojamentos desta zona. 

    Mercado de comida noturno - Port Barton

    Onde comer em Port Barton

    Podemos começar por recomendar o Lunazul, o alojamento onde ficámos, para almoçar ou jantar; servem tapas e tacos e até uma paella espanhola. 

    Jantámos também no Lasanta que é um restaurante espanhol com comida muito saborosa e preços acessíveis. 

    O Sicily é um restaurante italiano com umas massas bem confeccionadas e com um preço acessível. 

    Há um mercado local com muita comida variada, grelhados, e cantinas locais com comida de tacho na rua, ao lado direito antes de chegar à praia (não conseguimos descobrir o nome da rua, nem do mercado), mas é na mesma rua do restaurante Lasanta.

    Cantina Local - Port Barton

    Dicas e curiosidades

    Port Barton ainda tem pouco turismo e ainda se mantém bastante local. Tem pouca variedade de alojamentos e não há resorts de luxo.

    É muito difícil encontrar uma ATM e as que há poderão não estar a  funcionar ou estar sem dinheiro. Nos restaurantes também não se paga com cartão, por isso é muito importante que levem dinheiro antes de ir para Port Barton.

    As estradas são quase todas de terra batida e há poucos carros. As pessoas andam a pé ou de Mota, a Vila é muito pequena, pode ser feita toda a pé.

    O sinal de rede 4g não é o melhor em toda a vila e por vezes é difícil encontrar locais com bom sinal Wi-Fi.  

    O aluguer de mota varia entre 600/700 pesos (10€/12€) e alugam na grande parte dos sítios das 9h ás 17h, e não alugam as 24h habituais como em outros locais.

    Encontramos um sítio perto da estação de bus, que alugavam a 400 pesos (7€), mas caso fosse para 3 ou mais dias. 

    Há crianças em toda a ilha e brincaram imenso com os nossos filhos.

    Partilhe com os seus amigos