descomplicados-logo-preto

Siargao seria a última ilha que íamos visitar nas Filipinas, dois meses após termos cá chegado. Sabíamos perfeitamente que não era a época ideal nem de perto para viajar em família, mas também não era o pior mês de todos. Mas se não fosse desta vez, também dificilmente iríamos voltar tão cedo apenas e exclusivamente para visitar apenas Siargao. Conhecida pela ilha do surf e dos coqueiros, tem uma natureza magnifica que vale a pena conhecer. Dos quase 15 dias que lá tivemos, podemos dizer que praticamente choveu todos os dias, mas durante aqueles dias em que as nuvens desapareciam e o sol brilhava, conseguimos ver o encanto desta ilha. Com os casacos impermeáveis sempre na mala, para o caso de alguma emergência e de mota ou tuk tuk, lá fomos nós explorando devagarinho esta pequena ilha e digamos que deu para conhecer praticamente todos os pontos principais. 

Conteúdos do artigo

    Como chegar a Siargao

    Para chegar à ilha de Siargao é possível apanhar um voo direto desde o aeroporto de Manila ou desde Cebu. As viagens a partir de Manila para o Aeroporto Del Carmen (Siargao), se forem compradas com antecedência, custarão no mínimo 9000 pesos pp (150€) ou, se for desde o aeroporto de Cebu, custarão pelo menos  5400 pesos pp (90€) – valores de voos ida e volta, veja mais em Skyscanner.

    Chegando ao aeroporto de Siargao, um aeroporto bastante pequeno, é possível apanhar uma Van partilhada ou privada. O preço é fixo, e não vale a pena regatear, é a única opção que há.
    No nosso caso fomos para General Luna, que é a zona mais turística e mais conhecida, onde encontram a onda mais famosa de Siargao – Cloud 9. A Van demora cerca de 40 minutos até General Luna  e custa 300 pesos por pessoa (5€) ou, caso sejam um grupo e optem pela van privada custará 2500 pesos (42€), e dá para até 10 pessoas. Se viajam com crianças e quiserem poupar uns trocos no transporte, podem levá-las ao colo e desta forma elas não pagam, pois não vão a ocupar um lugar 🙂 Esta é uma “regra” muito comum nas Filipinas seja  em que transporte for, Barco, Van ou BUS: se as crianças forem pequenas e puderem ir ao colo não é cobrado o lugar.

    O que visitar em Siargao

    Siargao é uma ilha muito conhecida pelo Surf! Aqui podem visitar a famosa onda Cloud 9 que é palco de vários campeonatos nacionais e internacionais de surf. Para entrar nesta praia é cobrada uma entrada de 100 pesos por pessoa (1.65€), que diz respeito à taxa ambiental.

    Nesta ilha também podem encontrar muitos cenários incríveis de natureza. A Magpupungko Rock Pool é um exemplo: uma piscina natural de água salgada muito bonita para uns belos mergulhos. Mas atenção que pelo menos uma vez por ano está encerrada para manutenção, o que normalmente acontece em janeiro ou fevereiro, na época baixa (quando fomos estava fechada!). A entrada custa 50 pesos por pessoa (0.90€cent) + o estacionamento da mota 25 pesos por pessoa (0,35€).

    Se gostam de natureza e se procuram também um pouco mais de sossego, o norte da ilha é imperdível, pois para além de uma natureza deslumbrante é uma zona ainda muito pouco explorada. As praias são incrívelmente bonitas e práticamente desertas. Toda esta zona também tem boas ondas para surf durante a época de bons ventos que vai de Março a Outubro. 

    Aconselhamos a perderem-se pela zona do Pacifico: San Isidro, Burgos e Alegria. A praia que mais gostámos e que consideramos ser a mais bonita e ideal para crianças, é a Alegria Beach.

    Ainda no norte, entre a zona do Pacifico e Burgos, podem subir até ao Secret Mountain ViewPoint que tem uma vista incrível. É necessário pagar uma taxa mínima para a conservação do espaço de 50 pesos por pessoa (0,90€). A subida é bastante acessível e faz-se por um pequeno trilho que inicia junto à estrada. O caminho faz-se em 5 minutos sem crianças; nós demorámos 15 minutos. 

    Um outro sítio que acreditamos ser incrível a visitar no norte é a Tayangban Cave Pool, mas não sabemos ao certo se é acessível para crianças porque não conseguimos visitar. É um espaço no meio da natureza a caminho da zona norte, e é uma aventura que envolve nadar, rastejar e escalar. São cavernas escuras e com apenas uma lanterna a iluminar o caminho. Podem requisitar um guia experiente para vos mostrar as cavernas e túneis, sem o perigo de se perderem.

    Também tem a Danjug Cave Nature Park que fica mesmo no topo da ilha na zona de Alegria, e o conceito é bastante idêntico à anterior.

    Por último, um sitio também imperdível são as Taktak Falls, umas cascatas no topo norte da ilha; se estiverem de passagem podem visitar para refrescar e tirar umas fotos. A cascata é de fácil acesso: 5 minutos a pé desde a entrada e paga-se 50 pesos por pessoa (0,90€) de taxa ambiental. Também é possível alugar bóias de borracha no local.

    Onde dormir em Siargao

    Na zona de General Luna, qualquer zona é ideal para ficar porque é uma área pequena. Tem a rua principal que é a “Tourism Rd”, onde se podem encontrar vários restaurantes, bares com música ao vivo e lojinhas.

    A grande parte dos alojamentos com qualidade mínima para um casal, custa à volta dos 50/60€. Fizemos a nossa reserva pelo Airbnb e dormimos num T0 de uma família local; apesar do conforto das camas não ser o melhor e a água do banho também ser fria, foi suficiente porque estava perto de tudo e saíamos a pé para o centro. Os alojamentos mais baratos podem não ter Wi-Fi ou ar condicionado ou ser menos confortáveis ainda.

    Zona Norte: Como ficámos 4 dias pela zona dormimos em 2 sítios diferentes. No Pacífico ficamos numa Guest House – Weeroona. A simpatia dos donos foi incrível, deram-nos dicas de tudo o que precisámos. Aqui têm uma cozinha partilhada que podem usar. Em Burgos dormimos no Cris & Mar. Tinha uma kitchenette e um espaço exterior muito bonito. Tanto num como no outro alojamento, pagámos o mesmo por noite: ficou a 2500 pesos (43€), um quarto grande com WC privado e água quente (porque nem sempre os alojamento aqui têm água quente).

    Onde comer em Siargao

    Em Siargao há muita oferta de comida variada, desde comida local a comida internacional.

    A pizzaria Take-Away Rattoria Altrove, tem pizzas razoavelmente boas e um preço bastante acessível. 

    O Noods, um dos nossos preferidos, é um restaurante de noodles tal como indica o nome. Tem opções de carne, peixe e vegetariano e são muito saborosos, vale mesmo a pena experimentar.  Os preços aqui também são acessíveis, custando cerca de 5€ um prato bem servido.

    No Greek Taverna podem comer umas pitas à moda da Grécia (Gyros) muito boas e a bom preço. Também tem vários pratos principais muito bons, típicos da Grécia.

    Se procuram uma opção mais local,  ou queiram um bom frango grelhado, vão encontrar isso por todo o lado, incluindo as espetadinhas de frango ou porco.

    Caso visitem a Danjug Cave Nature Park, o acesso é de terra batida com alguns buracos. Nessa área encontram apenas um restaurante, o Coconut Nut. A comida não é nada de especial, mas é a única opção ali perto.

    Zona norte: Perto da Guest House onde ficámos -Weeroona – há um restaurante que se chama Karsada, com pratos bem servidos e muito bons, a muito bom preço. O mesmo no Serai Resto, na mesma zona, um restaurante bastante agradável. Ambos têm preços mais em conta do que em General Luna, na zona mais popular de Siargao.

    Dicas e curiosidades

    A época das chuvas vai de Novembro até ao fim de Fevereiro, e pode chover mesmo muito e vários dias seguidos. Para a nossa rota nas Filipinas, escolhemos Siargao como ultimo local a visitar, que seria em finais de janeiro, inícios de fevereiro na esperança de já conseguir apanhar melhor tempo, no entanto não tivemos sorte.  Se não tivesse chovido tanto, acreditamos que a nossa experiência teria sido muito melhor.

    O sítio onde alugámos a nossa mota é o Bridgestone, fica em General Luna e podem encontrar facilmente no Google Maps, escrevendo “Bridgestone Siargao.” As motas por dia rondam os 350/500 pesos por dia (6/8€). Neste local, a senhora que nos atendeu foi bastante simpática e fez-nos um bom preço, que acreditamos ser o mínimo que se consegue, os 350 pesos. As motas estavam em muito bom estado, praticamente novas. Tivemos de deixar um ID (o cartão de cidadão) como caução e assinar um papel com os nossos dados, correu tudo bem no final.

    Podem encontrar ATMs em General Luna em vários sítios; na zona norte poderá ser mais difícil, mas conseguem encontrar em San Isidro e em Alegria. Recomendamos  de qualquer das formas se forem ao norte, que levem dinheiro, porque nem sempre as ATMs funcionam ou podem não ter dinheiro disponível para levantamento.

    Partilhe com os seus amigos